Exames Laboratoriais em Geral

1. Hemograma

Este é o famoso exame de sangue completo, solicitado para a avaliação da quantidade, do volume e da atividade dos três tipos de células que compõem este tecido:

  • Hemácias ou glóbulos vermelhos: diagnóstico de anemias
  • Leucócitos ou glóbulos brancos: diagnóstico de infecções, alergias e alguns tipos de câncer;
  • Plaquetas: diagnóstico de problemas de coagulação.

2. Glicemia em jejum

É o exame que mede a taxa de glicose (açúcar) no sangue depois de um jejum de pelo menos 8 horas. Ele é útil para identificar a pré-diabetes (entre 100 e 125 mg/dl), uma condição que pode ser tratada, e a diabetes em si (acima de 126 mg/dl).

Além de fazer parte dos exames laboratoriais de rotina, a glicemia em jejum é solicitada para avaliar a eficácia do tratamento para diabetes.

3. Colesterol e triglicerídeos

Este exame mede os níveis de diferentes gorduras no sangue, permitindo ao médico calcular o risco de bloqueio das artérias pela formação de placas e de complicações cardiovasculares, como infarto e AVC (derrame).

Para isso, o exame mede os níveis de HDL (“colesterol bom”, desejável acima de 40 mg/dl), LDL e VLDL (“colesterol ruim”, com valores que variam conforme o risco pessoal de cada paciente) e colesterol total (soma de todos os tipos de colesterol, desejável abaixo de 190 mg/dl).

A quantificação dos triglicerídeos deve ser solicitada à parte, pois essas gorduras não são dosadas junto com os demais exames laboratoriais de colesterol. Seu valor desejável é abaixo de 150 mg/dl.

4. Ureia e creatinina

A dosagem dessas duas substâncias no sangue permite avaliar o funcionamento dos rins e identificar alterações de forma precoce, muitas vezes antes da manifestação de sintomas.

Este é o caso da insuficiência renal, que se desenvolve de forma silenciosa e só apresenta sintomas em graus muito avançados.

5. TGO (AST) e TGP (ALT)

Este exame quantifica as enzimas TGO e TGP e possibilita ao médico a avaliação do funcionamento do fígado.

Além disso, ele é incluído no check-up porque as alterações nessas enzimas também estão relacionadas a problemas como lesões musculares, doença celíaca, hipotireoidismo, pancreatite e infarto.

6. TSH e T4 livre

O TSH e o T4 são hormônios relacionados ao funcionamento da tireoide, de modo que sua dosagem permite o diagnóstico de doenças como hipotireoidismo e hipertireoidismo.

O exame é solicitado principalmente no check-up médico de mulheres na menopausa, quando os distúrbios de tireoide são mais comuns.

7. Ácido úrico

O ácido úrico é um subproduto da metabolização de certos tipos proteínas. Valores alterados podem indicar hipertensão e problemas cardiovasculares, além de representar um fator de risco para o desenvolvimento de doenças como dores articulares, gota, cálculo renal e insuficiência renal.

8. Exame de urina

O exame laboratorial de urina avalia características físicas como cor, densidade e pH desse fluido, a dosagem de elementos como glicose, proteínas, hemácias e leucócitos e a presença de bactérias.

As alterações podem indicar distúrbios no funcionamento dos rins e infecções urinárias. Este exame costuma ser pedido principalmente no check-up médico das mulheres, pois elas são mais vulneráveis a esse tipo de infecção.

Open chat